Em 2020 assinalam-se os 25 anos da Companhia Olga Roriz (COR), que desde 1995 tem sido uma referência de qualidade profissional e artística no panorama nacional e internacional da dança contemporânea.

Em ano de aniversário, a Companhia apresenta a sua nova criação, que terá a sua estreia em Abril, no Teatro Nacional D. Maria II, coprodutor do espetáculo e realiza um conjunto de iniciativas para assinalar a efeméride, entre as quais: a apresentação de um livro de imagens de todos os espetáculos criados ao longo destes 25 anos; a apresentação e abertura ao público de um arquivo do património histórico e artístico da COR e a exibição de um documentário sobre o método e processos de criação da coreógrafa com os intérpretes da sua companhia.
.

Iniciativas:

Livro dos 25 anos da COR que reúne imagens de todos os espetáculos criados ao longo destes 25 anos dedicados à dança. Esta publicação, que acompanha, através de imagens, o percurso da Companhia Olga Roriz desde 1995 a 2019 reúne dezenas de peças, que envolveram inúmeros intérpretes e outros criadores e artistas, dando uma ampla perspetiva de um quarto de século de dança em Portugal através do olhar de diversos fotógrafos conceituados, como Alípio Padilha, Paulo Pimenta, entre outros.

Documentário sobre o processo criativo de Olga Roriz, que acompanha a coreógrafa em todos os passos da criação, da escrita, aos ensaios, à relação com os intérpretes e equipa artística, às exigências das suas produções, até ao dia da estreia.

Novo arquivo histórico e artístico da Companhia Olga Roriz que terá sua primeira apresentação pública em 2020. Este arquivo tem como principal objectivo contribuir para a valorização e preservação do património material e imaterial da Companhia Olga Roriz e, por conseguinte, da dança contemporânea em Portugal, apoiando, com isso, a investigação académica nesta área de conhecimento.