Classificação etária: M12
Duração: 1h20

 

Síndrome parte de Antes que matem os Elefantes transformando-o num novo espaço, solitário e individual, envolto num ambiente de utopia como uma suspensão da realidade, em busca do que ficou esquecido, do que se perdeu.
Vive-se a verdade, as expectativas, as aspirações e desencantos.
Baralham-se as convenções, e faz-se daquele lugar um outro, ou apenas um palco a existir como tal, numa relação entre o ser humano, o tempo, o espaço e a matéria.
Naqueles corpos reconstroem-se os afetos, o mundo imprime-se no olhar, no rosto, no corpo e nas palavras, em direção a outros caminhos do sentir.

Olga Roriz
. 17 Maio 2017

Este lugar acolhe as personagens assim como as atira para fora quando a sua função se esgota. Síndrome é o oposto de Antes que matem os Elefantes, é o oposto da realidade, nada é palpável ou definível.
Síndrome, sendo em seguimento de uma peça sobre a guerra, por oposição, encontra-se num nenhures, num tempo depois do tempo antes, num tempo antes de sabermos.
Síndrome é uma miragem.
O lugar está lá antes de tudo mas não existe.
O pulsar da luz marca o início de toda a ação. Desvendando e ocultando o que está para vir ou o que nunca existiu.
Ouvem-se memórias de guerra, descrições de casas destruídas, imagens ausentes de homens, mulheres e crianças.
Cada um procura reconstruir-se, exaltando, lamentando, retraindo-se ou abandonando-se ao desejo.
É uma lenta marcha fúnebre.

Olga Roriz, 13 Junho 2017

Download >> Dossier de Imprensa


Digressão

30 Jun, 1 – 2 Jul, 21h00
Teatro São Luiz, Lisboa – Estreia

8 Jul, 21h30
Teatro Aveirense, Aveiro

30 de Set, 21h
Teatro Municipal de Bragança, Bragança

28 de Out, 21h30
Casa das Artes, Vila Nova de Famalicão

4 de Nov, 21h30
Teatro Municipal de Viana do Castelo, Viana do Castelo

17 de Nov, 21h30
Cine-Teatro Louletano, Loulé

10 de Fev de 2018, 21h30
Centro de Artes de Águeda, Águeda

Direção
Olga Roriz
Intérpretes
André de Campos, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Carla Ribeiro, Francisco Rolo, Marta Lobato Faria
Seleção musical
Olga Roriz e João Rapozo
Música
Sinfonia nº4 de Arvo Part (gravação da Orquestra Filarmónica de Los Angeles, conduzida ppr Esa-Pekka Salonen),
excerto do som do filme “Satantango” de Béla Tarr,
Max Richter, Kroke
Espaço cénico e figurinos
Olga Roriz
Desenho de luz
Cristina Piedade
Acompanhamento dramatúrgico
Sara Carinhas
Pós-produção áudio
João Rapozo
Montagem e operação de luz
João Chicó (Contrapeso)
Montagem e operação de som
Sérgio Milhano (Ponto Zurca)
Assistência de cenografia e figurinos
Maria Ribeiro
Assistentes de ensaios
Pascoal Amaral e Ricardo Domingos

 

Companhia Olga Roriz
Direção e coreografia
Olga Roriz
Produção e digressões
Ana Rocha
Gestão
Patrícia Soares
FOR Dance Theatre e Residências
Lina Duarte
Estagiária de produção
Bernarda Bernardo