A minha Sagração
O tempo parece não ter passado desde a polémica estreia de Nijinsky/Stravinsky.
Mas o tempo passou e a obra perdura no nosso imaginário cultural. O fascínio e respeito pela partitura foram determinantes para a minha interpretação, construção dramatúrgica e coreográfica da peça. A fidelidade ao guião de Stravinsky foi, desde o início, o único caminho com o qual me propus confrontar.
No entanto, dois aspectos se distanciaram do conceito original. Visões personalizadas que imprimem à história numa lógica mais possível à minha compreensão, mais aprazível à minha manipulação. Em primeiro lugar concedi ao personagem do Sábio um protagonismo invulgar, sendo ele que inicia a peça. Ainda em silêncio e durante todo o Prelúdio habita o espaço solitário e vazio traçando nos seus gestos um percurso de premunição, antecipação e preparação do terreno para o ritual. A segunda opção, que se distancia drasticamente do conceito original, reside no facto de o personagem da Eleita não ser tratada como uma vítima no sentido dramático da questão. A minha Eleita sente-se uma privilegiada e quer dançar até sucumbir. Em nenhum momento se sente obrigada ou castigada nem o medo a invade. Ela expõe a sua força e energia vitais lutando cegamente contra o cansaço.

Olga Roriz. 10 Maio 2010.

Download >> Dossier de Imprensa

Direção e coreografia
Olga Roriz
Intérpretes
Marta Lobato Faria/São Castro (Eleita)
Jácome Filipe (Sábio)
Adriana Queiroz, Alba Fernandez, Carla Weissmann,
Catarina Câmara, Charlotte Goesaert, Eunice Freitas,
Liliana Garcia, Marlene Vilhena, Marta Lobato Faria,
Rafaela Salvador, São Castro, Bruno Alexandre,
Bruno Alves, Filipe Baracho, Hugo Goepp,
Hugo Martins, Jácome Filipe, Pedro Santiago Cal,
Ricardo Machado, Ricardo Teixeira, Yonel Serrano
Música
“Le Sacre du Printemps”, Igor Stravinsky
Interpretado pela Orquestra Metropolitana de Lisboa dirigida por Cesário Costa
Cenário
Pedro Santiago Cal
Figurinos
Olga Roriz e Pedro Santiago Cal
Desenho de luz
Clemente Cuba
Ensaiadora
Sylvia Rijmer
Professores
Teresa Rainieri, Victor Garcia
Sylvia Rijmer, Jácome Filipe
Assistente de direcção
Laura Moura
Assistentes de cenografia e figurinos
Maria Ribeiro e Miguel Justino
Montagem e operação de luz
Daniel Verdades
Operação de som
Miguel Mendes e Nuno Oliveira
Diretor de produção
Pedro Quaresma
Secretariado e produção
Teresa Brito