Inferno é um lugar onde se descansa por fim a tristeza e se cansa o corpo dançante pelo puro prazer de o fazer.

Um espaço de libertação e tranquilidade incontida que predispõe ao arrebatamento.
Contradizendo o título, aqui o pecado não é punido. A maldade não é punida.
A fraqueza também não.
Inferno é um caminho interior e iniciático, polvilhado de tristezas, ironias e reconciliações.
A ideia de musical, como em Paraíso, continua presente mas com um olhar ainda mais distante.

Várias são as formas de expressão.

As vozes unem-se em hino ou em canções de amores solitárias. Os anjos transformam-se em bobos que dançam e falam sobre alguns de nós.

Tudo o resto é para ser descoberto a cada passo, em cada palavra, em cada som …

Olga Roriz. 10 Fevereiro 2008.

Download >> Dossier de Imprensa

Direcção e selecção Musical
Olga Roriz
Intérpretes
Catarina Câmara, Maria Cerveira, Sylvia Rijmer
Bruno Alexandre, Pedro Santiago Cal
Cenário
Olga Roriz e Pedro Santiago Cal
Textos
Criação Colectiva
Desenho de luz
Clemente Cuba
Operação de som
Anatol Waschke
Assistente da direção
André Louro
Seleção musical
João Raposo e Olga Roriz
Música
Cabruêra, Klezmatics, Pink Martini, Madonna
Amália Rodrigues, Billie Holiday, Marlene Dietrich
Jacques Brel, Kroke, Hougu, Freylekhs
Cantado ao vivo
“Homem com H” – Catarina Câmara
“What ever Lola want’s Lola get’s” – Sylvia Rijmer
“Can’t help falling in love” – Pedro Santiago Cal
“Quien Será” – Maria Cerveira
“Senhas” – Coro
Figurinos
Olga Roriz
Arranjos musicais
José Avelino
Direção vocal
Luís Madureira
Assistente de guarda-roupa e adereços
Maria Ribeiro
Pós-produção áudio
Sérgio Milhano
Montagem e operação de luz
Daniel Verdades
Costureira
Fátima Ruela
Diretor de produção
Pedro Quaresma
Produtor executivo
José Madeira
Cortinas
Olga Cruchinho
Dina Martins
Apoios
Pedras & Pêssegos
Teatro Municipal de Almada